Da série: notas da Ella

Tudo é Silêncio1

O amor nem sempre é uma via de mão dupla.
Às vezes ele é apenas uma longa estrada seguindo num sentido onde, a cada quilômetro, encontramos transeuntes, aventureiros, sonhadores.
Alguns nos seguem, outros nos acompanham até o próximo ponto, outros ainda estão à espera de uma condução ou companheiro de viagem e ficam à beira de nossa estrada.
Outras vezes o amor é um atalho. Possivelmente ainda mais bonito do que a autoestrada.
Pode ser ali que vamos encontrar alguém que queira desvendar o caminho conosco, compartilhar o carro e sem esquecer de querer dividir a gasolina.

Mas o que é que estou dizendo, quem estou querendo enganar? Eu mal sei interpretar um mapa, quem dirá dizer o que é o amor.

Ella
novembro de 2009

Anúncios