Àqueles que assumem ser mãe

Hoje é um daqueles dias que, além de ser uma data para encher as pessoas que amamos de mimos, nos faz refletir sobre o papel de mãe. É um dia dedicado a agradecer e valorizar todas as pessoas que assumem esse papel, sejam elas mães, pais, avôs, avós, responsáveis legais, madrinhas e padrinhos, amigos, tios, qualquer pessoa que entenda e exerça a função de proteger, educar, ensinar, alertar, cuidar, torcer e tudo mais que vem junto no pacote. Que todas as mães sejam amadas e valorizadas, que tenhamos paciência com os erros, pois nem tudo na vida é acerto, e se elas ou eles erram é porque estão tentando acertar por nós. Obrigada mamães e mamães, um dia é pouco para expressar o quanto vocês são importantes em nossas vidas!

Anúncios

Dia do Blog

Vi o mundo por dentro do canudo e tive um pensamento provisório de que letrinhas dispersas contavam à .laurel. que toda história vale a pena, inclusive quando estamos ocupados – Beschäftigt e até as de autor sem sobrenomeEm algum lugar do mundonossos romances serão partículas em um núcleo de vivência teatral, produzindo contrastes imperfeitos para depois parar, quem sabe, no Blog do Escritor. Que neste Dia do Blog possamos escrever e conhecer diversas histórias e caminhos, inclusive pra você que nasceu em 87 ou até bem antes disso, em a series of serendipity.

Feliz 4 de Julho!

.

Aos que acham que estou parabenizando a independência de algum país por aí, estão enganados. Nem tudo gira em torno deles, há.

Aos meus grandes amores, feliz 26 anos de casamento, que as dificuldades possam ser sempre trabalhadas e que o bom prevaleça em todas as antigas e futuras lembranças! ❤

04.07.1987
(Sem esse dia eu, provavelmente, não estaria aqui).

Post-600: Fragmentar

Selo “600 postagens”

.
.
Fragmentos caídos,
derramados,
feito lágrimas,
feito rio que corre livre rumo ao mar.
Fragmentos que guardei
pra me lembrar de você,
pra lembrar você
que um dia tudo valeu a pena
e que talvez
ainda valha.
.
.

Festa natalícia

 ‘As festas de aniversários natalícios começaram anos atrás na Europa. As pessoas criam-se em espíritos bons e maus, às vezes chamados de fadas boas e más. Todos temiam que esses espíritos prejudicassem o aniversariante, de modo que ele ficava cercado de amigos e parentes, cujos votos de felicidade, e sua própria presença, o protegeriam contra os perigos desconhecidos que o aniversário natalício apresentava. Dar presentes resultava em proteção ainda maior. Uma refeição em conjunto fornecia uma proteção adicional e ajudava a trazer as bênçãos dos espíritos bons. Portanto, a festa de aniversário natalício destinava-se originalmente a proteger a pessoa do mal e garantir que tivesse um bom ano.’

.

.
Se esse trecho for, mesmo que um pouquinho, de verdade, então sou uma pessoa iluminada e muito protegida, cercada pelos melhores espíritos que podem haver no mundo. Recebi tantas mensagens e telefonemas importantes hoje que me faltam palavras para expressar a gratidão por cada uma delas. Eu vou guardar cada voto no coração e vou agradecer todos os dias por ter tantas pessoas lindas na minha vida. Eu não preciso de um bolo com velas e nem de presentes de aniversário para isso, porque hoje cada mensagem foi um pouco de luz que eu recebi para iluminar ainda mais o meu caminho. Muito obrigada a todos! Saibam que eu desejo tudo em dobro para cada um de vocês, pois cada um contribuiu, de alguma forma, na formação da pessoa que sou hoje.

PS: Como eu não posso postar todas as mensagens que recebi hoje, quero compartilhar com vocês pelo menos o post da Carol!

Lembre-se

Afinal, se a hostilidade do mundo despertar a nossa, quem vai ser o primeiro a sorrir? 
Rita Apoena
.

.

Que saibamos sorrir mesmo quando o mundo mostra a face mais feia e nos desafia a ainda querer seguir em frente. Que saibamos aproveitar os dias e as noites de forma equilibrada e alegre, pois são lembranças vividas nesses tempos é o que poderemos levar dessa vida. Que saibamos nos aproximar das pessoas como quem se aproxima de um passarinho, para não assustar. Que saibamos ouvir mais e falar menos, apreciar mais e correr menos, brincar mais e brigar menos. Que lembremos das pessoas de nossas vidas, que façamos parte da vida delas e que as encontremos com mais frequência. Que apesar de possamos sempre mais.
.