Respostas

.

“Não se preocupe com não-respostas ou longos silêncios.
Sou a pessoa mais indicada para compreender esse tipo de coisa.”
.
Caio (o Abreu)
.

Anúncios

Corta

.

.
Ela esperava muito mais de tudo aquilo.
Criou tantas expectativas.
Sonhou tantas fantasias.
Imaginou cada pequeno detalhe.
Cena de filme mudo.
Fotografia preto e branco.
Com todo aquele romantismo.
Os pés como saíssem do chão.

A alma partindo em outra direção.
.
Me.W.o

Apropriação


.

“O amor é uma espécie de preconceito. A gente ama o que precisa, ama o que faz sentir bem, ama o que é conveniente. Como pode dizer que ama uma pessoa quando há dez mil outras no mundo que você amaria mais se conhecesse? Mas a gente nunca conhece.”

Charles Bukowski
.

e.fê.me.ro

.
Segundo o dicionário:

adj.
1. Que dura pouco.
2. Passageiro, transitório.


Que seja efêmera essa minha falta de criatividade,
ou inspiração,
ou dedicação,
não sei bem o que me falta no momento,
acho que falta um pouco de tudo…
.
Me.W.o

Me abraça?

.

.

Não que eu esteja me aproveitando.
Mas é que está tão frio aqui dentro.
E eu queria me sentir segura.

Ok. Admito, tem também aquele medo de te perder.
Mas é bem pouquinho. Tabom? 
É que é pra evitar que você fique se gabando.

Será que você podia me abraçar?

.
Me.W.o

Você Não Me Conhece

.

.

Às vezes, quando já está bem tarde, ela senta ao pé da cama e fica olhando o céu através da janela estreita do quarto. Talvez o que ela esteja vendo esteja um tanto quanto distorcido por conta do vidro, mesmo assim, ela acha tudo lindo. As estrelas parecem até mais vibrantes. E ela coloca pra tocar aquela música, daquele filme, que ela já assistiu centenas de vezes por conta do final alternativo que ela acha simplesmente genial. E ela gosta de cantar as músicas que os outros não conhecem, só por pensar que tem algum significado realmente especial para ela. E ela faz cafuné nela mesma quando deita mais cedo na cama, a fim de ver se consegue pegar no sono, e acaba se distraindo com aquela mecha do cabelo desregular que insiste em cair sobre os olhos.
Ela chora em trailer de filmes e até nos intervalos comerciais. Ela ri envergonhada dos elogios que recebe, e acha, sempre, que estão exagerando. Ela trabalha como se estivesse em casa e tenta passar isso para os que a cercam. Ela ama loucamente os amigos e não imagina uma vida sem eles. Ela curte sair de casa, de conversar até tarde, conhecer bebidas novas, rir das histórias velhas, chorar com os novos problemas, pensar em soluções e se divertir acima de tudo.
Mas o que ela gosta mesmo é de tudo isso junto. Num lugar inimaginável, com um céu todo estrelado e as estradas tranquilas pra se aventurar. E com distâncias a percorrer, analisando cada detalhe da rua, da paisagem, das pessoas. A fim de encontrar a poesia da vida e quem sabe retratá-la em versos, a fim de que um dia você possa ler…
.
Me.W.o