Dois!

.
Dois…
Apenas dois.

Dois seres…
Dois objetos patéticos.
Cursos paralelos
Frente a frente……
Sempre……
A se olharem…
Pensar talvez:
“Paralelos que se encontram no infinito…”
No entanto sós por enquanto.
Eternamente dois apenas.

.

Pablo Neruda
Anúncios

Amor…


… não é algo que você tenta ganhar do outro. E essa tem sido toda a história do amor – todo mundo está tentando ganhar amor do outro, tanto quanto possível. Ambos estão tentando ganhar e, naturalmente, ninguém está ganhando nada.
O amor não é algo a ser obtido. Amor é algo a ser dado. Mas você só pode dar quando você o tem.




Elizabeth Cavalcante